Logo
 
Bahia, domingo, 25 de outubro de 2020
TWITTER CARLOS GEILSON
OUÇA JORNAL TRANSAMÉRICA
BAN UNITÉCNICA
Central de Polícia
 
 
PrintImprimir | Enviado por Carlos Geilson - 22.3.2019 | 10h00
 
Salvador

Trabalhadores protestam contra Reforma da Previdência em Salvador

Trabalhadores protestam contra Reforma da Previdência em Salvador

Centenas de trabalhadores participam de um protesto contra a Reforma da Previdência, na manhã desta sexta-feira, 22, na Rótula do Abacaxi, em Salvador. Segundo o diretor do Sindicato dos Rodoviários da Bahia, Daniel Mota, a categoria, que vai aderir ao protesto, já se encontra no local. Os ônibus vão ficar parados nas vias da região, causando bloqueio no trânsito. Daniel Mota também informou que todos os rodoviários foram convidados para o ato, mas apenas os que atuam na região devem aderir. "Aqueles que passam pela Rótula do Abacaxi irão parar naturalmente. Os demais foram convidados para participar", explica. Além dos rodoviários, o protesto também reúne representantes de 12 centrais sindicais, entre elas a Central Única dos Trabalhadores da Bahia (CUT-BA), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, Força Sindical e Central Sindical Popular, além de sindicatos vinculados a elas. Conforme Cedro Silva, presidente da CUT-BA, o objetivo do protesto é realizar um debate com população sobre a Reforma da Previdência e os prejuízos que ela pode causar. "Nós queremos mostrar para o povo o que essa reforma significa, porque somente com a população informada que conseguimos pressionar os deputados federais que vão participar da votação", diz Cedro. O diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB-BA), Delsuc Machado, ressalta um indicativo de greve das categorias em junho. "O projeto de reforma só tara prejuízo para trabalhadores. Trabalhar 40 anos para se aposentar é surreal. O protesto de hoje busca construir a grave geral que deve ocorrer de mês de junho, quando será votado o projeto", comenta Delsuc. "Estamos vivendo em um governo ilegítimo que impõe reformas anti populares e danosas ao povo. O governo está acabando com os programas sociais, como minha casa minha vida, está reduzindo os recursos para programas sociais, como o bolsa família. Esse programa de reforma vai acabar com a aposentadoria. Os idosos terão que sobreviver com 400 reais. Rodrigo Maia disse que o trabalhado pode trabalhar até os 80, ele disse isso por que nunca trabalhou de forma árdua, como trabalha os assalariados no Brasil", completa o militante Walter Takemoto. A previsão é que protesto seja finalizado às 12h.

 
 
Separador
Página Inicial
Perfil
Adicionar a Favoritos
Busca
Links
 
Histórico
2020
Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out |
2019
Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez |