Logo
 
Bahia, sexta-feira, 18 de outubro de 2019
TWITTER CARLOS GEILSON
OUÇA JORNAL TRANSAMÉRICA
BAN UNITÉCNICA
Central de Polícia
 
 
PrintImprimir | Enviado por Carlos Geilson - 4.9.2019 | 14h25
 
Feira de Santana

Ônibus param em protesto a ordem judicial

Todos os ônibus do transporte coletivo municipal, cerca de 225 veículos, estão parados nesta quarta-feira (4) em protesto a uma decisão liminar da 2ª Vara de Fazenda Pública de Feira de Santana, que concedeu autorização para a Cooperativa de Transportes Alternativos de Passageiros do Alto do Peru, Fazenda Grande do Retiro, São Caetano, Pirajá, Castelo Branco (Cootafalg), de Salvador, para operar o transporte de passageiros em Feira de Santana.

De acordo com a decisão, publicada no Diário n. 2450 de 30 de agosto de 2019, os órgãos fiscalizadores de Feira de Santana devem se abster de impedir, apreender, multar, e reter e remover os veículos dos cooperados. Eles estão autorizados a circular nos seguintes trechos: Terra Dura (via João Durval), Aviário (via Presidente Dutra), Lagoa Subaé (via Getúlio Vargas), Alto do Papagaio (via João Durval), Campo do Gado (via Sobradinho), Campo Limpo (via Av. José Falcão), Nova Esperaça (via São Tomé de Souza), Viveiros (via Macário Cerqueira), Asa Branca (via Av. Senhor dos Passos), Toca do Paulo (via Getúlio Vargas), Alto do Rosário (via Iguatemi), Fraternidade (via João Durval), Feira IX (via Av. Senhor dos Passos), Conceição (via Av. João Durval), Gabriela (via Sobradinho), Bom Viver (via José Falcão), João Paulo (via Av. Mª Quitéria), Ovo da Ema (via BR-116), Carro Quebrado (via BR), Vila Feliz (via BR), Jacú (via BR), Candeia Grossa, Tiquaruçu, Jaqueira (via BR), Matinha (via BR), Candeal (via Mª Quitéria), Jaíba, KM 14 (via BR-116 Sul), Ipuaçu (via BR-116 Sul), Bonfim de Feira (via BR), Humildes (via Presidente Dutra), Limoeiro, Presidente Dutra e vice-versa.
 
O vice-presidente da Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros Urbanos, Intermunicipal Interestadual de Feira de Santana (Sindtrafs), José de Souza, disse que mais de 160 vans rodam em Feira de Santana e confirmou a retirada dos ônibus de circulação. "Estamos garantindo a questão dos nossos empregos, retiramos todos os carros de circulçação para as vans tomar conta de Feira de Santana. Se não for tomada nenhuma situação para ser retiradas as vans de circulação vamos fazer uma paralisação por tempo indeterminado", disse o representante sindical.
 
Neste exato momento ocorre uma reunião entre o procurador do municipio de Feira de Santana, Cleudson Almeida, o secretário da Secretaria Municipal de Transporte e Transito, cap. PM Saulo Figueiredo, diretores da área de transporte e representantes do Sintrafs. O retorno do serviço de transporte coletivo, segundo o voce-presidente do Sindtrafs, está condicionado a uma decisão favorável a categoria, sem a cooperativa soteropolitana operando em Feira de Santana.
 
 
Separador
Página Inicial
Perfil
Adicionar a Favoritos
Busca
Links
 
Histórico
2019
Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out |
2018
Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez |